Buscar

24h violentas: teve até ameaças de mulher contra homem e um esfaqueamento no centro



As últimas 24h foram marcadas por ocorrências de violência, ameaças e agressão em União da Vitória. Às 2h30 de ontem (6) equipe policial foi acionada para verificar uma situação no bairro Cristo Rei onde a solicitante informou que um homem com o qual ela possui um relacionamento casual, adentrou em sua residência, apanhou uma arma de fogo que estava escondida no teto e falou que não sairia dali.


A mulher estava com seu filho menor de sete meses e deixou a residência por temer pela vida de ambos. Abrigou-se na casa de uma vizinha e tentou fazer com que o agressor deixasse a sua residência. O homem falou que só deixaria o local com a presença da polícia, no que foi atendido: a vítima ligou 190 e acionou a PM. No local, a equipe conversou com a solicitante a qual indicou qual seria a residência, foi realizado abordagem no local e localizado o autor em um dos cômodos, foi dada foz de abordagem. A vítima manifestou interesse em representar contra o autor do fato e ambos foram conduzidos para a delegacia da mulher de União da Vitória.


Às 08h30min, na Colônia Flor da Serra, um homem foi quem acionou a PM. O solicitante que sua ex-namorada vem lhe ameaçando constantemente via mensagens de celular e também pessoalmente dizendo que “se não for como ela quer iria mandar alguém agredir o solicitante”. O homem disse que ela perturba até na casa de seu pai. O rapaz foi orientado pelos policiais a respeito das providências cabíveis.


Às 20h do sábado, no bairro Rocio, outra ocorrência de ameaça. A solicitante chamou a PM e explicou que tem problemas com seu padrasto. O homem não aceita o fato dela ter saído de sua casa e ter ido morar sozinha. Contou que já sofreu ameaças de morte em datas anteriores e que nesse dia seu padrasto lhe enviou mensagens via aplicativo Whatsapp dizendo que iria na sua casa e não sairia de la até conversar com ela. Por temer por sua integridade física, chamou a PM e foi orientada a deslocar até a delegacia da mulher para os procedimentos cabíveis.


Uma hora depois, outra ocorrência de ameaça. Às 21h, na Vila Zulmira, mulher disse que seu ex-marido, de quem está se separando, desde dezembro de 2021 vem lhe incomodando. Ontem não foi diferente. Passou a ameaçar-lhe de morte mandando mensagens para o genro. Este, por sua vez, entrou em contato com a sogra e lhe encaminhou as mensagens nas quais o agressor escreve “em caçar a solicitante na cidade e se acaso encontrar vai matá-la, tacar fogo em seu veículo e depois se matar com um tiro na cabeça”.

O agressor mandou mensagens para o genro pelo fato de que desde o início do processo de separação a solicitante tê-lo bloqueado em todas as redes sociais e também no seu telefone celular. A solicitante foi orientada quanto aos procedimentos a serem tomados.

Por fim, na madrugada deste sábado (7), às 0h15, no centro, a equipe deslocou até a UPA para verificar situação de um homem que deu entrada com ferimentos produzidos por arma branca. A vítima relatou que estava conversando com uma pessoa em um bar próximo ao fórum de União da Vitória quando um desconhecido chegou à mesa, discutindo com seu interlocutor. Ele tentou intervir na briga e recebeu dois golpes de arma branca, um no ombro e outro na barriga.

1/7