Buscar

Após cinco anos, refugiada congolesa obtém a reunião familiar com as filhas

O Bem Viver e a ONG Círculos de Hospitalidade tornaram possível a reunião familiar através dos recursos obtidos com o Bazar Humanize Seu Estilo. Outras famílias de refugiados devem ser atendidas.

Gloire com as filhas, após cinco anos. Foto: Ascom MPF/SC

Gloire Nikialulendo, natural da República Democrática do Congo, saiu do país em 2010 para estudar Direito no Marrocos. Em 2016, voltou para o Congo, mas no mesmo ano teve que fugir de lá, por conta da instabilidade do país. “Eu deixei minhas filhas na escola e, quando elas voltaram para casa, já não me encontraram mais”, disse Gloire. Ela foi primeiro para a China. Tentou voltar para o Congo, mas não conseguiu. Da China, rumou para Cuba. Sem dinheiro para estudar na universidade e com o visto prestes a vencer, ela veio para o Brasil, onde tinha um amigo. “Passei um ano em Cuba sem falar com as minhas filhas. Elas não queriam falar comigo. Deixei minha filha menor com três anos. Agora ela vai fazer oito”. O depoimento de Gloire aconteceu durante o evento “Refúgio e Reunião Familiar”, promovido pelo Programa Bem Viver, do MPF/SC, em celebração ao Dia Mundial da Justiça Social, em 23 de fevereiro de 2021. Em março de 2021, a Organização Círculos de Hospitalidade encaminhou a documentação para o pedido de visto. Foi um longo processo com diversos pedidos de novos documentos. Em dezembro de 2021, o abraço do reencontro aconteceu em Kinshasa, no Congo. Depois de cinco anos de separação, a família de Gloire foi reunida por meio da campanha #humanizeseuolhar, promovida pela Organização Círculos de Hospitalidade, com apoio do Programa Bem Viver do MPF/SC. A vinda das meninas para o Brasil foi viabilizada com o apoio financeiro da Tides Foundation e do Bazar @humanizeseuestilo, promovido pelo Programa Bem Viver do MPF/SC, em novembro de 2021.


Uma das maiores dificuldades no processo do pedido de visto no Brasil é a quantidade de documentos exigidos e a demora no agendamento. A síria Iman, refugiada que será a próxima beneficiada com a reunião familiar, para trazer os três filhos, teve o agendamento solicitado em dezembro de 2021, junto ao governo brasileiro. A análise inicial dos documentos foi agendada para agosto deste ano, nove meses depois. Ao fim, o processo todo pode durar até dois anos.


Bazar Humanize seu Estilo


O Bazar aconteceu nos dias 27 e 28 de novembro, em Florianópolis. Em dois dias, foram vendidas cerca de duas mil peças, entre roupas e acessórios, todos doados. Durante um mês, voluntários coletaram, selecionaram e higienizaram o material. O valor total arrecadado foi de R$ 51.520,00. O Programa Bem Viver agradece a todas e todos que apoiaram a Campanha e O Bazar.


1/6