Buscar

Arábia Saudita lança projeto de prédio com 170 km de extensão



The Line foi projetado para acomodar 9 milhões de pessoas, em uma área de 34 km²

Crédito: NEOM


A Arábia Saudita anunciou recentemente a mega construção do prédio The Line, que contará com 170 km de extensão, 500 metros de altura e 200 metros de largura. Idealizado pelo príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed bin Salman, o edifício faz parte da cidade intitulada NEOM, que foi planejada e idealizada, mas ainda não começou a ser construída.


O The Line foi projetado para acomodar 9 milhões de pessoas, em uma área de 34 km². Segundo os organizadores, isso significará uma pegada de infraestrutura reduzida, criando eficiências nunca antes vistas nas funções da cidade. No site do projeto, é informado que os moradores terão acesso a todas as instalações em uma caminhada de cinco minutos, além do trem de alta velocidade – com trânsito de ponta a ponta de 20 minutos.


Sem estradas, carros ou emissões, o prédio funcionará com energia 100% renovável e 95% da área será preservada para a natureza. Sobretudo, a ideia do projeto é priorizar a saúde e o bem-estar das pessoas em relação ao transporte e infraestrutura, ao contrário das cidades tradicionais.


De acordo com os organizadores, a NEOM é “uma tentativa de fazer algo que nunca foi feito antes e está chegando em um momento em que o mundo precisa de novos pensamentos e novas soluções. Simplificando, ele será um destino, um lar para pessoas que sonham grande e querem fazer parte da construção de um novo modelo de vida, trabalho e prosperidade sustentáveis”.



Para Mohammed bin Salman, príncipe da Arábia Saudita e presidente do quadro de diretores da NEOM, o The Line traz como base uma mudança radical no planejamento urbano. “Os projetos revelados hoje para as comunidades em camadas verticais da cidade desafiarão as tradicionais cidades planas e horizontais e criarão um modelo para preservação da natureza e maior habitabilidade humana. Não podemos ignorar as crises de habitabilidade e ambientais que as cidades do nosso mundo enfrentam, e a NEOM está na vanguarda do fornecimento de soluções novas e imaginativas para resolver esses problemas”, pontua.

1/6