Buscar

Arqueólogos encontram estátuas de bronze 'excepcionais' em banhos termais italianos



Arqueólogos encontraram mais de duas dúzias de estátuas de bronze que datam da época romana antiga em banhos termais na Toscana, Itália, que os especialistas consideram uma descoberta “excepcional”.


Entre as estátuas lindamente preservadas – todas com cerca de 2.300 anos – estão figuras do deus Apolo e Higieia, deusa da saúde.


“É uma descoberta muito significativa e excepcional”, disse Jacopo Tabolli, da Universidade para Estrangeiros de Siena, que lidera o projeto arqueológico.

Ele acrescentou: “[É] uma descoberta que reescreverá a história e na qual mais de 60 especialistas de todo o mundo já estão trabalhando”.




As estátuas foram encontradas nas últimas duas semanas em San Casciano dei Bagni, uma cidade no topo de uma colina a cerca de 160 quilômetros ao norte de Roma.


Tabolli disse que as estátuas costumavam adornar um santuário antes de serem imersas em águas termais em uma espécie de ritual, “provavelmente por volta do primeiro século dC”.


“Você dá à água porque espera que a água lhe dê algo de volta”, disse ele, explicando o ritual, e as águas quentes de San Casciano ajudaram a preservá-los “quase como no dia em que foram imersos”.



1/7