Buscar

Beto Passos deixou a cadeia em Joinville depois de delatar




O ex-prefeito de Canoinhas, Beto Passos (PSD), deixou o Presídio Industrial de Joinville na noite de segunda-feira (26) depois de homologado seu acordo de colaboração premiada depois de cinco meses preso. O que e quem ele delatou ainda não se sabe, mas isso deve desencadear uma nova fase da operação Et Pater Filium.


O ex-prefeito, que está em sua casa, em Canoinhas, tem como acusações principais: comprar dois caminhões para com ajuda do suposto laranja, Joziel Dembinski, fraudar licitações públicas e formar uma organização criminosa com seu vice e os empresários do Coletivo Santa Cruz para fraudar licitações do transporte escolar.


Dessa forma, dos 14 presos na sétima fase da operação Et Pater Filium, apenas dois seguem presos: Renato Pike, ex-vice-prefeito de Canoinhas, apontado como o grande articulador do suposto esquema com o Coletivo Santa Cruz e acusado de usar sua revenda de carros para lavar dinheiro que teria sido desviado dos cofres públicos (segue preso em Jaraguá do Sul) bem com o Joziel Dembinski, apontado como executor do esquema (segue preso em Joinville).


Com informações e foto do JMais

1/7