Buscar

Beto Passos: E-mail com renúncia enviada por advogados será analisado por comissão em Canoinhas


Pike e Beto Passos permanecem presos

O advogado Wilson Knoner Campos, que defende o prefeito preso de Canoinhas, Beto Passos (PSD), encaminhou ontem (5) ao final da tarde um e-mail assinado para a Câmara de Vereadores "comunicando a renúncia do prefeito ao cargo". O comunicado chegou poucos minutos antes de a admissibilidade do processo de impeachment contra ele e o vice Renato Pike (PL) ser votada no plenário da Câmara de Vereadores, o que se efetivou.

Teoricamente, com a renúncia de Passos, na ordem hierárquica, o vice Renato Pike assume o cargo. Na sua ausência, já que também está preso, o presidente da Câmara Willian Godoy segue como prefeito em exercício.


Diante da impossibilidade de legitimidade do documento, uma vez que é ato personalíssimo, a Câmara deu continuidade ao rito com o processo e instalou Comissão Processante de Impeachment. Não obstante, o documento será analisado por esta comissão. Caso percam os cargos pelo processo de impeachment, Beto e Pike ficam inelegíveis.


Passos e Pike foram presos com outras 12 pessoas há uma semana acusados de fraudar licitações da prefeitura de Canoinhas para beneficiar o Coletivo Santa Cruz no caso do transporte escolar.

1/6