Buscar

Chile e Argentina celebram acordo para promover a gestão cultural em sítios de memória



No marco da reunião bilateral que o presidente da ARgentina, Alberto Fernández, manteve com o novo presidente chileno, Gabriel Boric, o ministro da Justiça e Direitos Humanos da Nação, Martín Soria, e seu homólogo do Ministério da Cultura, Artes e Patrimônio da República do Chile, Julieta Brodsky, assinou um acordo para fortalecer a articulação dos dois países no campo da gestão cultural em Sítios e Espaços de Memória. Após o encontro entre os presidentes, ocorreu no Museu Casa Rosada uma série de assinaturas de acordos institucionais entre ministérios dos dois países. Neste contexto, Soria e Brodsky assinaram um acordo que visa promover o intercâmbio de boas práticas e experiências exitosas em Espaços de Memória; promover a participação em instâncias especializadas de formação e formação; e favorecer a organização e realização anual de encontros binacionais. O Ministro Soria destacou o compromisso dos governos da Argentina e do Chile "com a recuperação e preservação da Memória Histórica e a promoção de uma cultura baseada nos Direitos Humanos".


A reunião ampliada com os ministros de ambos os gabinetes contou com a presença, em nome da Argentina, dos ministros das Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto, Santiago Cafiero; Defesa, Jorge Taiana; Cultura, Tristan Bauer; Economia, Martin Guzmán; a Ministra da Mulher, Gênero e Diversidade, Elizabeth Gómez Alcorta; a porta-voz da Presidência, Gabriela Cerruti; a Secretária de Relações Econômicas Internacionais, Cecilia Todesca; o secretário de Assuntos Estratégicos, Gustavo Beliz, e o embaixador argentino no Chile, Rafael Bielsa. Enquanto isso, pelo Chile, as Ministras de Cultura, Artes e Patrimônio, Julieta Brodsky; e Mulheres e Equidade de Gênero, Antonia Orellana; o Ministro de Energia, Claudio Huepe; o Subsecretário de Relações Econômicas Internacionais, José Miguel Ahumada; e a embaixadora na Argentina, Bárbara Figueroa Sandoval.

1/7