Buscar

China reafirma ameaça de força militar para anexar Taiwan



A China reafirmou nesta quarta-feira (10) sua ameaça de usar a força militar para controlar o governo autônomo de Taiwan, em meio a ameaças de exercícios militares chineses que elevaram as tensões entre os lados ao seu nível mais alto em anos.


A longa declaração de política emitida pelo Gabinete de Assuntos de Taiwan do Gabinete e seu departamento de notícias seguiu quase uma semana de disparos de mísseis e incursões em águas e espaço aéreo de Taiwan por navios de guerra chineses e aviões da força aérea.


As ações interromperam voos e remessas em uma região crucial para as cadeias de suprimentos globais, provocando forte condenação dos EUA, Japão e outros.


Uma versão em inglês do comunicado chinês disse que Pequim “trabalhará com a maior sinceridade e exercerá nossos maiores esforços para alcançar a reunificação pacífica”.


“Mas não renunciaremos ao uso da força e nos reservamos a opção de tomar todas as medidas necessárias. Isso é para se proteger contra interferências externas e todas as atividades separatistas”, disse o comunicado.

1/7