Buscar

Chuvas matam pelo menos 42 pessoas na Índia



As inundações são uma ameaça regular para milhões de pessoas em Bangladesh, mas especialistas dizem que as mudanças climáticas estão aumentando sua frequência, ferocidade e imprevisibilidade.


Pelo menos 25 pessoas morreram por raios ou deslizamentos de terra durante o último fim de semana em Bangladesh, e milhões ficaram isoladas ou desabrigadas nas partes baixas do nordeste do país. Elas foram atingidas pelas piores chuvas de monção da história recente.


Chuvas implacáveis ​​na semana passada inundaram vastas extensões do nordeste de Bangladesh, com tropas enviadas para evacuar as famílias isoladas das comunidades vizinhas. As escolas foram transformadas em abrigos de socorro para abrigar aldeias inteiras inundadas em questão de horas por rios que subitamente transbordam.


"Toda a aldeia ficou submersa no início de sexta-feira e todos nós ficamos presos", disse Lokman, cuja família vive na aldeia de Companiganj.

"Depois de esperar um dia inteiro no telhado de nossa casa, um vizinho nos resgatou com um barco improvisado. Minha mãe disse que nunca viu uma enchente dessas em toda a sua vida", acrescentou a jovem de 23 anos.


Asma Akter, outra mulher resgatada do aumento das águas, disse que sua família não conseguia comer há dois dias.


"A água subiu tão rápido que não pudemos trazer nenhuma de nossas coisas", disse ela. "E como você pode cozinhar qualquer coisa quando tudo está debaixo d'água?"


Os relâmpagos provocados pelas tempestades mataram pelo menos 21 pessoas em todo o país do sul da Ásia desde a tarde de sexta-feira, disseram policiais à AFP.


Entre eles estavam três crianças com idades entre 12 e 14 anos que foram atingidas por um raio na sexta-feira na cidade rural de Nandail, disse o chefe de polícia local Mizanur Rahman.

1/7