Buscar

Cientistas descobrem mundo oculto sob plataforma de gelo na Antártica




Criaturas semelhantes a camarões no ecossistema subaquático recém-descoberto. — Foto: NIWA / Craig Stevens

Ameaçados pela crise do clima, os polos abrigam formas de vida e ecossistemas ainda desconhecidos pela ciência. Por isso, a descoberta de pequenas criaturas semelhantes a camarões vivendo nas profundezas do manto gelado da Antártica foi recebida com surpresa e efusão na comunidade científica.


A descoberta ocorreu durante pesquisas sobre os efeitos na região do degelo provocado pelo aquecimento global. Ao observar imagens de satélite da plataforma de gelo Ross, a maior do continente, os cientistas observaram um possível estuário em uma ranhura na imagem. É sabido que sob o gelo espesso existem rios bem profundos.


Ao perfurar a região observada eles encontraram, 500 metros abaixo da plataforma, um ecossistema subaquático até então desconhecido e habitado por anfípodes, crustáceos parentes das lagostas, caranguejos e ácaros.


Por um tempo, pensamos que algo estava errado com a câmera, mas quando o foco melhorou, notamos um enxame de artrópodes de cerca de 5 mm de tamanho”, disse Craig Stevens, do Instituto de Água e Atmosfera da Nova Zelândia (Niwa), ao jornal The Guardian.

“Observar e provar a existência do rio foi como ser o primeiro a entrar em um mundo oculto”, acrescentou o líder do projeto, Huw Horgan da Universidade de Victoria em Wellington. Agora, os pesquisadores observam o comportamento das criaturas e investigam as condições de vida nesse ecossistema.

1/4