Buscar

Com voto do Brasil, ONU condena Rússia por anexação na Ucrânia


A ONU aprovou ontem (12) por ampla maioria uma resolução condenando "a anexação ilegal" pela Rússia de quatro territórios da Ucrânia, infligindo uma nova derrota diplomática a Moscou, que havia vetado uma resolução semelhante no Conselho de Segurança no fim de setembro.


A resolução, apresentada por Albânia e Ucrânia e co-patrocinada por cerca de 70 países, foi aprovada por 143 votos (incluindo Brasil) a cinco (Rússia, Bielorrússia, Coreia do Norte, Nicarágua e Síria) e 35 abstenções.


A resolução, intitulada "Integridade Territorial da Ucrânia: Defesa dos Princípios da Carta das Nações Unidas", declara que "os atos ilícitos [referindo-se aos referendos realizados pela Rússia em Donetsk, Kherson, Lugansk e Zaporizhzhia em 23 e 27 de setembro] não têm validade alguma, nem servem para modificar, de forma alguma, o status dessas regiões na Ucrânia".


Nesse sentido, o texto pede que os Estados, organizações internacionais e agências especializadas da ONU "não reconheçam nenhuma modificação do status" dessas regiões e exige que a Rússia "revogue imediata e incondicionalmente suas decisões", uma vez que "constituem uma violação da integridade territorial e soberania da Ucrânia e são incompatíveis com os princípios da Carta das Nações Unidas".

1/7