Buscar

Covid: balanço de fevereiro fecha com três óbitos em Porto União


A região do Estado de SC com a maior quantidade de casos ativos hoje, proporcionalmente à população, é a Oeste. Acima, situação da semana passada em que o cenário do Médio Vale do Itajaí (em laranja) contrasta com a da Foz do Itajaí-Açu (azul) e com o Alto Vale (amarelo). (Foto: SES, Reprodução)



Santa Catarina já registrou 1.615.073 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, dos quais 1.574.659 se recuperaram e 19.046 estão em acompanhamento. O balanço foi divulgado ontem (28 de fevereiro) pela Secretaria de Estado da Saúde.

Desde o início da pandemia, 21.368 óbitos foram causados pela Covid-19. A taxa de letalidade atual é de 1,32%.

São 3.168 casos ativos a menos em comparação com o boletim do dia anterior, e houve mais 15 óbitos. O total de confirmados aumentou 980, enquanto 4.133 pessoas passaram a se enquadrar nos critérios para serem consideradas recuperadas.

A estimativa é a de que 289 municípios do Estado tenham casos ativos (SC tem 295 municípios). A região com a maior quantidade de casos ativos hoje, proporcionalmente à população, é a Oeste, que tem 581 para cada 100 mil habitantes. Na sequência, aparecem Serra (515) e Xanxerê (381). As que menos têm são Foz do Rio Itajaí (104), Alto Vale do Itajaí (159) e Alto Uruguai Catarinense (160).


Atualmente, há 1.032 leitos de UTI Adulto ativos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o estado, dos quais 775 estão ocupados, sendo 195 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19. A taxa de ocupação de UTI Adulto é de 75,1%.


Planalto Norte:

Casos confirmados: 62.167 (16.226 por 100 mil hab.)

Casos ativos: 860 (224 por 100 mil hab.)

Óbitos: 985 (257 por 100 mil hab.)

Recuperados: 60.322


Porto União tem 6.840 confirmados, 109 ativos, 6.634 recuperados e 97 óbitos. O último foi em 21 de fevereiro, uma mulher de 55 anos, com comorbidades. Antes, o 96º óbito fora registrado em 6 de fevereiro, homem de 83 anos, sem comorbidades. E antes deste, uma mulher de 61 anos, com comorbidades, em 3 de fevereiro.


1/7