Buscar

Crédito para inovação da Fomento Paraná impulsiona reflorestadora de pinus em Bituruna


Um projeto de inovação implantado pela empresa Remasa Reflorestadora, na região de Bituruna, no Sul do Estado, está sendo financiado pela Fomento Paraná. Os recursos são da linha de crédito Inovacred, com repasse da Finep, e serão aplicados em pesquisa e desenvolvimento de técnicas de plantio de pinus para aperfeiçoar o processo produtivo.

A empresa é uma das maiores produtores independentes de toras de madeira de pinus do Brasil para serrarias ou papel e celulose e emprega em torno de 400 trabalhadores, entre diretos e indiretos.


O projeto que está sendo financiado envolve o aprimoramento de formas de produção alternativas, como a estaquia, um procedimento de clonagem de mudas com enxertos presente em outras culturas, como a de eucalipto, mas ainda pouco explorado no plantio de pinus. A introdução do método deve garantir mais qualidade e agilidade à produção, que é feita em ciclos de 18 a 20 anos, com manejo multiuso.


A Remasa vem aplicando também tecnologias como o plantio georeferenciado de precisão para o pinus. Com isso assegura melhor espaçamento e orientação topográfica, permitindo menor impacto no solo e melhores condições de crescimento e para colheita da madeira.

O diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves, afirmou que esta operação de crédito é emblemática para a instituição.


“Queremos chamar a atenção de outras empresas que buscam a inovação de produtos e de processos para que conheçam nossas linhas, que apresentam taxas de juros e prazos em condições muito apropriadas e competitivas para o empreendedor”, disse. “Nosso foco é a inovação em empresas de pequeno porte, mas podemos atender outros portes. E, como afirma o governador Ratinho Junior, queremos fazer do Paraná o estado mais inovador e sustentável do País”.

Para o diretor-presidente da Remasa Reflorestadora, Alceu Gugelmin Jr, esta operação representa um apoio muito importante para a empresa. “Este é o primeiro projeto que fazemos com a instituição e vai trazer a possibilidade de prosseguirmos o desenvolvimento de novos projetos de inovação que permitem melhorar processos e reduzir custos. E, em última instância, vão trazer riqueza, desenvolvimento e progresso para nossa região, para todo o Paraná e para o Brasil”, afirmou.


LINHAS – O gerente de Operações do Setor Privado da Fomento Paraná, Oscar Burzynski, explica que o termo inovação ainda causa um pouco de confusão com invenção. “Uma invenção pode ser uma inovação, mas não são apenas as invenções que se enquadram nesse termo, que enseja certamente novas ideias, mas também o aperfeiçoamento ou aprimoramento e melhoria de processos, com novas tecnologias, que muitas vezes são adaptadas a novos segmentos”, explicou. “E o crédito para inovação está disponível em condições excelentes".

Como agente financeiro da Finep, a Fomento Paraná disponibiliza várias linhas de financiamento para projetos que envolvam inovação, como melhorias e aperfeiçoamentos de processos, de produtos ou de serviços, com taxas de juros a partir de 0,41% ao mês e prazos para pagamento que podem chegar a 11 anos, podendo incluir uma carência de até 36 meses.


Estão disponíveis as linhas Inovacred, Inovacred Expresso, Inovacred Conecta, Inovacred 4.0, que podem ser acessadas diretamente por meio do portal institucional ou ainda por meio da rede de correspondentes da instituição que atuam em mais de 170 municípios, sendo 74 associações comerciais ou empresariais, e sociedades empresariais credenciadas, sem nenhum custo extra para o empreendedor.

1/4