Buscar

Decretada prisão do casal acusado de tentrar matar Cristina Kirchner



A Justiça da Argentina acusou formalmente os dois principais suspeitos pelo ataque armado frustrado à vice-presidente Cristina Kirchner, decretando a prisão preventiva dos dois, agora considerados réus.


Fernando Sabag Montiel e a namorada Brenda Uliarte são acusados de tentativa de homicídio no episódio de 1° de setembro quando, na entrada da casa de Kirchner, em Buenos Aires, Montiel se aproximou e disparou uma pistola carregada a centímetros de sua cabeça, mas os projéteis não dispararam. O agressor foi preso.


°Sinto que estou viva por causa de Deus'', disse a vice-presidente nessa quinta-feira (15) ao reaparecer em público, em reunião com representantes religiosos.

Até agora, as autoridades prenderam quatro acusados de participar do ataque a Kirchner, que governou o país entre 2007 e 2015. O tribunal responsável pelo caso não respondeu imediatamente ao contato da Reuters.


1/7