top of page
Buscar

Defesa Civil nacional garante recursos para auxílio a municípios de SC atingidos por chuvas



O secretário nacional de Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, assegurou que o Governo Federal dispõe de recursos para auxílio e reconstrução da infraestrutura dos municípios catarinenses atingidos pelas chuvas das últimas semanas. A garantia foi dada ao governador Carlos Moisés durante uma reunião do Fórum Parlamentar Catarinense na manhã desta segunda-feira, 5, na sede da Defesa Civil estadual, em Florianópolis. Segundo Carlos Moisés, os recursos federais podem começar a chegar para Santa Catarina ainda em dezembro.


“O Ministério do Desenvolvimento Regional e a Secretaria Nacional de Defesa Civil nos garantiram que há recursos para a recuperação das áreas afetadas. O que nós salientamos é que os municípios também necessitam fazer a sua parte. A Defesa Civil está orientando, de mãos dadas com as prefeituras, para que possa ser realizado um levantamento de danos. Isso precisa chegar no sistema da Defesa Civil nacional. Nós desejamos que todo esse processo ocorra com a maior agilidade possível para resolver o problema do cidadão que está lá na ponta, necessitando do apoio do Estado e do Governo Federal”, afirmou o governador após o encontro.


Segundo o secretário nacional, já foi reconhecida, em nível federal, a situação de emergência em Santa Catarina por conta das chuvas. Esse decreto agiliza o processo de repasse de recursos. De acordo com Lucas, o Governo Federal dará prioridade aos pedidos de Santa Catarina em razão das grandes perdas ocorridas no estado desde a última semana.


“Queremos começar a liberar os primeiros recursos a partir desta terça-feira. A documentação é simples. Nós temos recursos garantidos por este governo até o dia 31 de dezembro, o qual nós podemos empenhar. Porém, logicamente, de maneira republicana, o próximo governo também vai auxiliar Santa Catarina”, disse Lucas.


O chefe da Defesa Civil estadual, David Busarello, informou que mais de 29 mil itens de assistência humanitária foram distribuídos aos municípios catarinenses, com um aporte de aproximadamente R$ 3 milhões. O número de cidades com registro de ocorrências chegou a 60.


“Estamos trabalhando de forma ininterrupta, desde a última semana, para atender todos os afetados. Ainda estamos atuando na urgência e emergência. Além da assistência humanitária, temos equipes destacadas para fazer o levantamento dos danos, para que possamos seguir para a próxima fase, que é o trabalho de reconstrução do que foi perdido”, conta Busarello.


Participaram da reunião na Defesa Civil os senadores Jorginho Mello e Esperidião Amin, o senador eleito Jorge Seif, o presidente do Fórum Parlamentar Catarinense, deputado Darci de Matos, deputados federais desta legislatura e da próxima, deputados estaduais atuais e eleitos, além dos prefeitos das cidades mais atingidas. Representantes do DNIT, órgão responsável pelas rodovias federais, e da Celesc também participaram do encontro.

Até as 11h30min desta segunda-feira, 30 municípios catarinenses já tinham situação de emergência homologada no Estado. Foram registradas quatro mortes nas cidades de Brusque, Palhoça, Navegantes e Gravatal. Uma pessoa segue desaparecida em Brusque.


1/9
bottom of page