top of page
Buscar

DER/PR avança em nova etapa da recuperação da encosta da BR-277 no Litoral


O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) está avançando esta semana na contenção emergencial do talude da BR-277 no km 39 e km 41, etapa da obra de recuperação da rodovia federal no Litoral, iniciada pelo DER/PR no final de dezembro e com obras em andamento desde então.

No km 41, onde um escorregamento de terra de quase 100 metros de altura atingiu a pista, um guindaste está içando equipes para trabalhar na retirada de blocos soltos. Também teve início nesta quarta-feira (11) o uso de jato de água de alta pressão da Defesa Civil para soltar lascas de rochas do paredão ao lado da pista. O objetivo é evitar que esse material eventualmente caia sobre a pista, fazendo a sua remoção de modo controlado, com segurança para usuários e funcionários da obra.

Já no km 39, onde o escorregamento de terra foi de menor porte, começaram a ser implantados dispositivos de drenagem auxiliar, que irão evitar o bloqueio da drenagem de água da chuva no local, onde será executado um muro de solo-cimento para conter possíveis novos escorregamentos.

A previsão do DER/PR é concluir a etapa de contenção emergencial da obra até 25 de fevereiro, permitindo a liberação de todas as faixas entre o km 39 e km 41, de responsabilidade do DER/PR, e já na sequência iniciar a etapa de contenção definitiva, com instalação de grampos e telas nos taludes, sem os bloqueios de tráfego. Os prazos da obra podem ser modificados conforme as condições climáticas na serra.

O DER/PR e a Secretaria de Infraestrutura e Logística do Paraná anunciaram, em coletiva à imprensa no dia 16 de dezembro, um acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para assumir integralmente as obras de recuperação da BR-277 no km 39 e km 41, com o órgão federal permanecendo responsável pela obra no km 42.

No dia 19 de dezembro, há exatos 23 dias, o DER/PR entrou no trecho com os serviços iniciais de limpeza da pista, que ainda estava com lama, além da limpeza e recomposição dos dispositivos de drenagem nos dois locais, garantindo o escoamento de água da chuva.

Em 21 de dezembro, com implantação de barreiras de concreto New Jersey para garantir a segurança do usuário, foi liberada uma faixa adicional na altura do km 39. A barreira conteve um novo escorregamento de terra de pequeno porte no local durante a madrugada do dia seguinte, com a faixa extra ficando fechada por algumas horas enquanto a encosta era inspecionada.

As obras seguiram sem interrupções durante o recesso do fim de ano, inclusive nos feriados. Foram realizados serviços na encosta para atenuar novos danos, assim como desobstrução de canaletas para evitar o acúmulo de água nas margens da rodovia, constante limpeza e manutenção da sinalização, entre outros.

Desde o início da obra foram realizados análises e estudos geológicos para elaboração dos projetos de recuperação da encosta, que já resultaram no início dos serviços de contenção emergencial esta semana.


bottom of page