Buscar

Diamantes são localizados a dezenas de quilômetros de profundidade na Terra


(Fonte: Getty Images / Reprodução)


De acordo com cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e da Penn State University (Estados Unidos) detectaram incontáveis toneladas de diamantes localizados a dezenas de quilômetros de profundidade na Terra.


Segundo eles, o número de gemas brilhantes que se escondem na porção superior do manto é muito maior do que se imaginava. Abaixo de inúmeras camadas de rochas e materiais geológicos, essas pedras brilhantes se escondem e formam todo tipo de coloração, são invisíveis a olho nu e são identificadas por meio de ondas sonoras.


Rochas com todo tipo de raridade, formadas há milhões de anos, são constantemente afetadas pela rigidez, temperatura, densidade e composição geológica do planeta.

Essas pedras brilhantes se escondem abaixo de inúmeras camadas de rochas e materiais geológicos formados há milhões de anos. Utilizando as ferramentas de captação de ondas sísmicas, os pesquisadores reuniram dados de diferentes modelos que simulam o ruído tridimensional das ondas que se movem pela Terra.


Os resultados revelaram a existência de cerca de 1 quadrilhão — 1 e 15 zeros — de toneladas de diamantes localizado na camada da Terra conhecida como "manto frio" (que vai de 30 km até 2,9 mil km de profundidade).


"Isso mostra que o diamante talvez não seja esse mineral exótico, pois na escala [geológica] das coisas, é relativamente comum", disse o cientista do MIT Ulrich Faul, líder do projeto. "Não podemos alcançá-los, mas ainda assim há muito mais diamantes lá do que pensávamos antes", ele afirmou.


Em 2018, o geólogo Evan Smith, do Instituto Gemológico Norte-Americano, anunciou que os diamantes azuis tendem a nascer abaixo da concentração de cristais e podem surgir em regiões até 4 vezes maiores, na porção central do manto terrestre.


Até o momento, pouco menos de 50 diamantes foram analisados, tendo suas origens estimadas em locais entre 410 km e 660 km de profundidade. (Mega Curioso).


1/4