Buscar

Ex-secretário de Canoinhas foi preso hoje. Pike, mesmo preso, ganhou mais um mandado de prisão



Foi deflagrada nesta sexta-feira (7), na Comarca de Canoinhas, a nona fase da Operação Et Pater Filium, chamada Maus Caminhos, que investiga possíveis crimes de organização criminosa, corrupção ativa e passiva além lavagem de dinheiro em contratos de pavimentação asfáltica.


Foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva contra dois ex-agentes políticos locais, além de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Canoinhas a pedido do Promotor da Justiça Luan de Moraes Melo, da 3ª Promotoria de Justiça da comarca, em conjunto com a força tarefa criada para investigar crimes de colarinho branco, que conta com o Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) o Grupo Especial Anticorrupção (GEAC).

A partir dos contratos municipais de asfaltamento a organização criminosa teria aberto, pavimentado e seguido "Maus Caminhos". O processo segue, até o momento, em segredo de justiça, mas, assim que houver a publicidade dos autos, novas informações serão divulgadas.

Mas, de acordo com o site JMais, foram cumpridos dois mandados de prisão: um contra o ex-secretário de Planejamento do governo Beto Passos (PSD), o engenheiro civil João Linzmeier. O segundo mandado foi emitido contra o ex-vice-prefeito Renato Pike, que como já está preso desde março deste ano quando foi deflagrada a sétima fase da Operação Et Pater Filium, segue preso.

Um mandado de busca e apreensão, ainda, foi cumprido em uma casa lotérica da cidade. Neste caso não houve prisões. A casa lotérica é suspeita de lavagem de dinheiro.

1/7