Buscar

F1: Leclerc mais rápido que Verstappen na abertura da sessão de treinos na Arábia Saudita



Charles Leclerc, da Ferrari, recomeçou de onde parou no Bahrein, ao definir o ritmo no primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Arábia Saudita no Jeddah Corniche Circuit. O vencedor do Grande Prêmio do Bahrein, Leclerc, que não saiu da cobertura até a metade da sessão, marcou 1m 30.772s nos estágios finais com os pneus macios.


A dupla AlphaTauri, Pierre Gasly e Yuki Tsunoda, foram um encorajador quinto e sexto, respectivamente, à frente de Sergio Perez, da Red Bull (P7). Esteban Ocon foi o líder Alpine em oitavo, com Lewis Hamilton – que bateu no muro no final da sessão na aproximação da curva 1 – foi o carro com motor Mercedes mais bem colocado em nono, a 1,6s do ritmo.


Fernando Alonso, cuja equipe Alpine trocou seu motor de combustão interna por precaução após encontrar uma suspeita de problema de vedação, fechou o top 10. A McLaren mostrou-se mais promissora, tendo tido um tempo miserável no Bahrein com Daniel Ricciardo 11º e Lando Norris – rodando uma câmera de viseira neste fim de semana – 13º, a dupla imprensando o Aston Martin de Lance Stroll.


No início da sessão, Norris atingiu uma placa de freio solta na curva 1, espalhando uma quantidade significativa de detritos pela pista e forçando uma bandeira vermelha para permitir uma limpeza. O novato Zhou Guanyu – que marcou um ponto na estreia – derrotou George Russell nos minutos finais pelo 14º com Nico Hulkenberg, no lugar de Sebastian Vettel, que ainda está testando positivo para Covid-19, 16º.


A dupla Williams de Alex Albon e Nicholas Latifi foram 17º e 18º, respectivamente, à frente de Mick Schumacher em 19º. A outra Haas de Kevin Magnussen não conseguiu marcar hora, tendo sofrido um problema hidráulico. O FP2 segue às 17h, horário local, com equipes definidas para se concentrar em simulações de corrida.


O F1 TV Pro oferece aos fãs um assento na primeira fila, com informações e visualizações de câmeras geralmente encontradas apenas na parede dos boxes. Inscreva-se hoje para uma avaliação gratuita de 7 dias* para experimentar o F1 2022 com efeito redline total.


GP mantido O Grande Prêmio da Arábia Saudita de Fórmula 1 vai acontecer como planejado, afirmaram os organizadores nesta sexta-feira (25), após ataques a uma instalação de propriedade da gigante do setor petrolífero Aramco em local próximo à pista de corrida em Jeddah.


Os rebeldes houthis do Iêmen, apoiados pelo Irã, reivindicaram a autoria dos ataques às instalações sauditas nesta sexta (25), e a coalizão liderada pelos sauditas afirmou que a estação de distribuição de produtos da Aramco em Jeddah foi atingida, causando um incêndio em dois tanques, mas sem vítimas.

1/4