Buscar

Forças russas que ocuparam Chernobyl roubaram substâncias radioativas letais, acusa Ucrânia


A usina de Chernobyl foi o local onde ocorreu a pior catástrofe nuclear do mundo, em 1986.


As forças russas que ocuparam Chernobyl roubaram substâncias radioativas dos laboratório que poderiam ser letais, informou neste domingo (10) a agência estatal de gestão da zona de exclusão que rodeia a antiga usina nuclear. As informações são da AFP.


As forças russas ocuparam a central de Chernobyl no primeiro dia da invasão da Ucrânia, em 24 de fevereiro, e permaneceram mais de um mês nesta zona altamente radioativa, antes de se retirarem em 31 de março.


A agência informou no Facebook que os soldados russos saquearam dois laboratórios na região. Segundo as autoridades, eles entraram em uma zona de armazenamento e roubaram 133 substâncias altamente radioativas.


"Inclusive uma pequena parte desta atividade é mortal, se manipulada de forma pouco profissional", acrescentou a agência.


Esta semana, o ministro ucraniano da Energia, German Gulashchenko, afirmou que os soldados russos se expuseram a uma quantidade "assustadora" de radioatividade e disse que alguns deles têm menos de um ano de vida.


1/7