Buscar

Futebol de cegos: Brasil perde nos pênaltis e é vice na Copa América



A seleção brasileira de futebol de cegos adiou o sonho do hepta na Copa América ao perder nos pênaltis por 2 a 1 para a Argentina em Córdoba, casa dos adversários, que levantaram a taça pela quarta vez na história. No tempo normal, a final valendo o título terminou empatada em 0 a 0 no Estádio da Liga Cordobesa, na sexta-feira (28). Brasil e Argentina já haviam se enfrentado na segunda rodada da competição, com vitória da seleção por 1 a 0.


“A gente sabia que era um jogo muito difícil, que sempre acaba decidido nos detalhes. No primeiro tempo, não fomos tão bem, mas depois no segundo tempo conseguimos acertar a linha de passe e tivemos algumas finalizações. Mas esporte de alto rendimento é isso, várias seleções querem ganhar. O trabalho está sendo bem feito, e a derrota serve para se analisar onde erramos para melhorar. Agora é trabalhar porque o ano que vem será muito importante e teremos duas competições para tentar nos classificar para Paris 2024", disse o técnico Fábio Vasconcelos, em depoimento para a Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV).


Desde a primeira edição da Copa América em 1997, a seleção se classificou para 10 finais. Ganhou em 2019, 2013, 2009, 2003, 2001 e 1997. Em quatro ocasiões ficou em vice (2022, 2017, 2005 e 1999).


O ano que vem será por demais importante para a seleção brasileira em busca de uma vaga na Olimpíada de Paris 2024. O país disputará a Copa do Mundo em Birmingham (Inglaterra) e os Jogos Parapan-Americanos do Chile. Para assegurar vaga em Paris 2024, o Brasil precisará ficar entre os três primeiros colocados ao final do Mundial, ou se sagrar campeão no Parapan.

1/7