Buscar

Gerente da Sanepar responde à sabatina de Vereadores de Porto União


A 36ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores realizada na noite de segunda-feira (7), sob o comando do presidente Paulo Kovalski (PSDB), contou com a presença do Gerente da Unidade Regional da Sanepar, Antônio Marcos Vieira. O convite para participar da Sessão e explanar os trabalhos da empresa e também falar sobre os constantes episódios de desabastecimento de água que ocorrem em alguns Bairros de Porto União foi feito pelo vereador Luiz Alberto Pasqualin (PSDB).

O Gerente da Sanepar iniciou sua fala explicando alguns processos dentro da empresa, que devem ser seguidos.


“Não conseguimos comprar um parafuso hoje, senão licitarmos. As obras que estão sendo acontecendo nas cidades são licitadas. E cabe a Sanepar fazer chegar água na casa dos nossos clientes. A Sanepar está nesse momento colocando recursos em Porto União na ordem de 33 milhões, licitados 57 km de rede que vai ampliar a nossa rede coletora de esgoto e tratamento para 40% até o ano que vem e chegando em 2033 com a nova lei do marco regulatório em 90%. A outra etapa da obra está sendo licitada que vai beneficiar a região do bairro Santa Rosa e Jardim Brasília toda aquela região da área industrial de Porto União vai ter um recurso de mais ou menos 33 milhões de reais”, destacou.

O gerente da Sanepar explicou as questões de alguns gargalos na distribuição e saneamento dos municípios. Segundo dados repassados por ele, com a enchente de 1983 o crescimento das cidades foram feitas para os locais mais altos, o que às vezes dificulta para chegar à água quando há alguns problemas pontuais. E acordo com Vieira um estudo da prefeitura mostrou que o rio Iguaçu vai conseguir abastecer a população das cidades “para sempre”, guardando as devidas proporcionalidades.


Vieira ainda falou detalhadamente sobre os investimentos que estão e vão acontecer nos municípios. Ele frisou que as obras acontecem e afetam as duas cidades por ter um sistema integrado entre Porto União e União da Vitória. Para assistir a fala e as respostas do Gerente da Sanepar aos vereadores, está disponível na íntegra, no site e no canal do Youtube da Câmara a sua presença da 36ª Sessão.


O Vereador Pasqualin que fez o convite a Vieira falou da importância da presença do Gerente na Sessão da Câmara, “É de fundamental importância a sua presença aqui já conversamos e tenho certeza que muitos dos nossos vereadores já conversaram contigo também a respeito e falta de água e de assuntos relacionados com a Sanepar. Mas, é bom lembrarmos que infelizmente aproximadamente há 10 anos nós ficamos sem nenhum investimento no município de Porto União por quebra de contato.


Em 2017 preocupado com essa situação, o prefeito Eliseu reuniu a Câmara naquela oportunidade para achar uma solução e chegássemos a um entendimento para investimentos no município de Porto União. Após a assinatura deste contrato as coisas começaram a ter soluções muito embora com muitas dificuldades”, explicou. O vereador ainda lembrou a reunião entre o Legislativo, Executivo, Ministério Público e a Sanepar para sanar alguns problemas. Pasqualin lembrou que os investimentos poderiam ter sido começado há anos.


Em seguida o Presidente do Legislativo, Paulo Kovalski, abriu para que os vereadores pudessem fazer perguntas ao gerente. Todos os vereadores fizeram perguntas pertinentes ao abastecimento e saneamento do município.


Após as falas foi colocado em 2ª Discussão e Votação o Projeto de Lei nº041/2022, referente à Lei Orçamentária Anual (LOA) para o Exercício Financeiro de 2023 de Porto União. O projeto foi aprovado por unanimidade pelos vereadores.





1/7