Buscar

IAT avalia se acidente na BR-376 comprometeu água de rios do Litoral


O Instituto Água e Terra (IAT) investiga a extensão do acidente ambiental que atingiu o Rio da Santa e o Rio São João, em Guaratuba, no Litoral do Estado, ontem (16). O acidente aconteceu na altura do quilômetro 667 da BR-376, no início da manhã, com despejo de produto químico em um córrego que desemboca em dois rios.


O caminhão que tombou na rodovia estava carregado com 32 mil litros de rejeito industrial ácido corrosivo (denominação de acordo com a ONU; 1832). A equipe do Escritório Regional do IAT no Litoral coletou material nos rios afetados para análise.


Especialmente o Rio São João é uma opção de lazer e pesca para veranistas. O local passou cerca de um ano interditado por conta de um acidente que ocorreu no ano passado, em que a carga tóxica de um caminhão também atingiu o rio.


A prática de atividades foi liberada no início deste mês, pela Portaria IAT nº 020/2022. Uma nova interdição dos dois locais atingidos pelo acidente desta quarta-feira será definida após o resultado da análise da qualidade da água e a emissão de laudo técnico.

Com apoio da Prefeitura de Garuva (SC), a população é orientada com placas de Alerta/Risco nas áreas afetadas, não sendo indicado o contato com a água. O aviso perdura enquanto se aguarda a análise das amostras de água.


O IAT emitirá um Relatório de Inspeção Ambiental para a empresa responsável pela carga, solicitando a apresentação de Plano de Monitoramento do solo afetado e das águas superficiais.

1/4