Buscar

Invasão da Ucrânia já apresenta danos, mortos e feridos


Mulher ferida após um ataque aéreo em Chuhuiv, Ucrânia - (Wolfgang Schwan/Anadolu Agency/Getty Images)


Desde o início da madrugada, quando o presidente russo Vladimir Putin ordenou a invasão militar da Ucrânia, a angústia e o medo tomam conta da região da Ucrância. Há mortos e feridos, inclusive entre a população civil. O temor atinge jogadores de futebol brasileiros que atuam no Shakhtar Donetsk e no Dínamo de Kiev.


Confinados num hotel da capital ucraniana, de onde publicaram um vídeo onde pedem ajuda das autoridades brasileiras e falam em "desespero agonizante" e alegam não terem obtido respostas dos contatos que tentou fazer com a diplomacia brasileira.

O encarregado de negócios da embaixada da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Tkach, disse nesta quinta-feira (24), em entrevista à TV Globo, que espera que o governo brasileiro condene a invasão da Rússia ao território ucraniano.

A invasão começou na madrugada desta quinta-feira (24), no horário de Brasília, por ordem do presidente russo Vladimir Putin. Os russos invadiram a partir de vários pontos da fronteira. A ação gera uma crise militar e diplomática na Europa sem precedentes neste século.


"Esperamos que o governo brasileiro condene esse ataque ao nosso país. E, para as pessoas que estão se preocupando com os brasileiros na Ucrânia, a melhor solução é entrar em contato com a embaixada brasileira na Ucrânia, que está seguindo essa situação por perto", afirmou Tkach, principal representante da embaixada ucraniana em Brasília.


1/4