Buscar

Mais três mulheres vítimas de violência doméstica chamaram o 190 neste fim de semana


Fim de semana, futebol, cerveja e agressão. Comum os números de ocorrências de ameaças subirem durante o período que é de “descanso” para uns, e de sofrimento e trabalho para outros. Às 13h no conjunto Horst II, mulher relatou que sofre agressões físicas e psicológicas, além de ameaças de seu marido. Neste fim de semana ele destruiu moveis e objetos da casa. No local a vitima disse que seu marido a injuriou, que em seguida entraram em luta corporal e o suspeito a agrediu fisicamente pegando-a pelo pescoço. Em seguida evadiu-se para rumo ignorado. De posse das características do autor, foram realizadas buscas, porém o agressor não foi localizado. Depois, à 17h, no bairro São Sebastião, mulher relatou que seu convivente estava ingerindo bebida alcoólica desde a parte da manhã e chegou na residência a tarde lhe ameaçando dizendo que “iria quebrar seus dentes” e também danificou uma janela da casa com um facão. Ela relatou que já discutiram por outras vezes e que só deseja que o homem não apareça mais na sua casa. Foi realizado patrulhamento juntamente com outra viatura porém o autor não foi localizado. A mesma foi orientada à procurar a delegacia da mulher para solicitar uma medida protetiva.

Sutura Uma situação de violência doméstica levou equipe do 27º Batalhão de União da Bitória às 17h45min ao bairro Lagoa Dourada. Uma mulher que já havia sido levada para a UPA municipal com ferimento na cabeça, relatou aos policiais no pronto atendimento que teve uma discussão com o seu convivente, e que em determinado momento ele a agrediu com um banco, ferindo sua cabeça. Em seguida a ameaçado dizendo que “quando retornasse [da UPA], iria matá-la”. Da agressão resultou um corte na cabeça da vítima sendo necessário sutura com oito pontos. Após atendimento da vítima, policiais a acompanharam mesma até a residência, onde foi conversado com o autor o qual relatou que realmente discutiu com a mesma. Diante dos fatos as partes foram encaminhadas até a 4 SDP para apreciação da autoridade policial.


1/4