top of page
Buscar

MARCELO STORCK Coluna 16/03/2023

Hassan segue liderando Podemos


Ontem (15), estiveram reunidos em Florianópolis os representantes do Podemos de Porto União, juntamente com o Vereador Miguel Von Guilsa.

Entre os diversos assuntos políticos tratados na capital, definiu-se junto ao partido que a condução do Podemos de Porto União segue com o médico Juliano Hassan.

Na foto acima estão o presidente do Podemos Estadual, Camilo Martins, e seu assessor direto o Maurício Medeiros Côrrea ladeando Hassan.


Emendas


Nas visitas aos deputados Napoleão (PSD), Camilo Martins e Lucas Neves (Podemos) foram discutidas e viabilizadas emendas parlamentares para Porto União.

Foram oficializados pedidos de apoio colégio Cid Gonzaga , por meio do professor Édson Twardowski, Nilo Peçanha, pelo Professor Alaor Santos, bem como apresentado projeto da causa Animal de Ana Zasniewski e Associação protetores Fabiana forte ,

Na foto acima: Deputado Lucas Neves (ao centro) juntamente com Juliano Hassan, Edson Twardowski, André e Paulo Medeiros, e o vereador Miguel (PSD).


Falando nisso O bacana da política e do jornalismo de opinião (daí o nome) é o fato de podermos (devermos) discordar. E eu preciso discordar -em partes - do colega jornalista José Ernesto Wenningkamp Jr, que é daqui de União da Vitória, mas que assina coluna para o JMaisde Canoinhas. Eu concordo que Porto União vive um mal há décadas que é o de não gerar novos líderes políticos. Mas eu entendo isso como mais uma estratégia monopolizadora e, não propriamente, como ausência de novos líderes. Ocorre que estes até nascem, mas o sistema não deixa se criar: “Esse a gente mata no ninho”, como ouvi pessoalmente de um poderoso líder local. E, por fim, discordar: Porto União tem oposição sim. Apenas é um tanto quanto “espalhada”.


Trânsito Vereador de União da Vitória aprovaram requerimento segunda-feira para que situações relacionadas ao trânsito de União da Vitória sejam debatidas juntamente com a UVTran. De modo especial, ações que possam coibir abusos no trânsito e que, recentemente, têm causado acidentes inclusive fatais na área central.


Unificar Quem acompanha minha lida nestes 33 anos de jornalismo que sempre tive como bandeira o pensamento unificado do sistema de trânsito das Gêmeas do Iguaçu. Não tem como pensar em separado. A falta desse diálogo só tora piores as coisas por aqui.


Medo A outra questão ao longo desta história é o medo que alguns dirigentes que assumem o comando parecem ter em alterar o sistema. Parece até que é medo de retaliações, de ouvir reclamações porque alterou. Mas Porto União e União da Vitória vão, cedo ou tarde, se obrigar a implantar o sistema unificado binário. Fico feliz que mais pessoas começam a debater isso. Um dia, sai.


Água Já em Porto União o assunto mais debatido nos últimos dias tem sido mesmo – creiam, em pleno 2023 – o abastecimento de água. Penso que, tal qual o trânsito, as coisas evoluíram discrepantes. Enquanto o sistema de trânsito concebido para a década de 1970 não comporta mais o número de carros que cresce mês a mês e precisa escoar, a água idem: os investimentos da Sanepar ao longo dos anos não acompanharam o ritmo de crescimento da população e suas torneiras.


Aliás Dados da Agência Nacional das Águas e Saneamento Básico (ANA) mostram que a demanda por uso de água no Brasil deve aumentar em 30% até 2030. A preservação desse rico recurso torna-se ainda mais urgente diante do momento de mudanças climáticas e de escassez de água. Para auxiliar o setor público e privado a elaborar, implementar e avaliar planos de segurança hídrica com a finalidade de assegurar o fornecimento de água segura e potável, a Associação Brasileira de Normas Técnicas -- ABNT lançou nesta quinta-feira (16), a Norma ABNT NBR 17080:2023 - Plano de segurança da água — Princípios e diretrizes para elaboração e implementação.

Anúncio

O anúncio ocorreu durante evento realizado na ANA em celebração ao Dia Mundial da Água (22). O encontro teve como objetivo apresentar um panorama das principais iniciativas voltadas ao cuidado com as águas e o saneamento básico no Brasil, além das perspectivas para a gestão de recursos hídricos, em consonância com o tema proposto pela Organização das Nações Unidas -- ONU para em comemoração a data "Seja a mudança que você quer ver no mundo".

A nova norma

A ABNT NBR 17080:2023 apresenta os requisitos para elaboração, implementação e avaliação de planos de segurança da água com a finalidade de assegurar o fornecimento de água segura e potável, por meio de um enfoque de avaliação e gestão de risco desde o manancial ou fonte até o ponto de consumo, independentemente do seu porte e das tecnologias de tratamento utilizadas. A norma é aplicável a Sistemas de Abastecimento de Água para Consumo Humano (SAA), Sistema Alternativo de Abastecimento de Água para Consumo Humano (AS), operados por prestadores de serviços de água públicos e privados.




cabecalho.png
bottom of page