Buscar

Novo telescópio espacial mostra as pequenas luas de Júpiter



O maior e mais novo telescópio espacial do mundo está mostrando Júpiter como nunca antes, com auroras e tudo. Os cientistas divulgaram as fotos na segunda-feira do maior planeta do sistema solar.


O Telescópio Espacial James Webb tirou as fotos em julho, capturando vistas sem precedentes das luzes do norte e do sul de Júpiter e da neblina polar. A Grande Mancha Vermelha de Júpiter, uma tempestade grande o suficiente para engolir a Terra, se destaca ao lado de inúmeras tempestades menores.


Uma imagem de campo amplo é particularmente dramática, mostrando os anéis fracos ao redor do planeta, bem como duas pequenas luas contra um fundo brilhante de galáxias.


“Nós nunca vimos Júpiter assim. É tudo incrível”, disse o astrônomo planetário Imke de Pater, da Universidade da Califórnia, Berkeley, que ajudou a liderar as observações.


“Nós realmente não esperávamos que fosse tão bom, para ser honesta”, acrescentou ela em um comunicado. As imagens infravermelhas foram coloridas artificialmente em azul, branco, verde, amarelo e laranja, de acordo com a equipe de pesquisa franco-americana, para destacar os recursos.


A NASA e o sucessor de US$ 10 bilhões do Telescópio Espacial Hubble da Agência Espacial Européia dispararam no final do ano passado e observam o cosmos no infravermelho desde o verão. Os cientistas esperam contemplar o alvorecer do universo com Webb, olhando até quando as primeiras estrelas e galáxias estavam se formando há 13,7 bilhões de anos.

1/7