Buscar

Pesquisa avalia emissão de gases de efeito estufa no plantio de hortaliças


Imagem ilustrativa


A Epagri/Ciram vem desenvolvendo pesquisas para avaliar a contribuição do Sistema Plantio Direto em Hortaliças (SPDH) para a mitigação da emissão de gases de efeito estufa (GEE) em comparação ao sistema convencional e assim propor um indicador ambiental relacionando com os atributos físicos, químicos e biológicos do solo.


Esse estudo, além da utilização de câmaras específicas para coleta de gases, conta com a instalação de uma estação agrometeorológica de monitoramento ambiental no município de Angelina. Esta estação fornece informações de precipitações pluviométricas, temperatura e umidade relativa do ar a 1,5 metros de altura, e conta com sensores de temperatura do solo nos tratamentos em profundidades de 5, 10 e 15cm, assim como da temperatura da relva.


Segundo o coordenador do projeto, pesquisador Denilson Dortzbach, já foram coletados os gases de efeito estufa da última safra da cultura da cebola em experimento localizado na Estação Experimental da Epagri em Ituporanga. “Agora estão sendo finalizadas as coletas de GEE para a cultura da couve-flor, no município de Angelina”, diz.


Ele explica que o monitoramento do crescimento e desenvolvimento fenológico da couve-flor está sendo feito por meio de imagens digitais com a utilização de câmeras de lapso de tempo que fotografam de hora em hora as plantas. Essas imagens são armazenadas em chip de memória e retiradas por ocasião das visitas de avaliação do monitoramento.


Denilson ressalta que essa unidade de pesquisa é uma das mais completas para estudos no âmbito de emissão de GEE em Santa Catarina e deverá propiciar dados inéditos de pesquisa, com dados preliminares já no ano de 2022.


1/7