Buscar

PF deflagra operação para reprimir o tráfico de mulheres para a Europa




Na manhã desta terça-feira, (23), a Polícia Federal deflagrou a operação Lenocinium visando desarticular uma associação criminosa voltada à prática dos crimes de tráfico internacional de pessoas, para fins de exploração sexual, e tráfico internacional de drogas, em Búzios (RJ).


Na ação de hoje, os policiais federais cumprem um mandado de prisão preventiva e 3 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de São Pedro da Aldeia, na cidade de Armação dos Búzios/RJ.


As medidas cautelares foram requeridas após as investigações da PF concluírem que uma mulher fora aliciada por um dos membros do grupo criminoso com uma promessa de trabalho na Itália, tendo a vítima sido levada do Brasil até a cidade de Empoli. No local, a vítima foi mantida em cárcere privado, ameaçada e compelida a prostituir-se diariamente.


A quadrilha foi descoberta pela Polícia Federal depois que uma vítima, que havia aceitado ir para a Itália com a promessa de emprego, conseguiu fugir ao se ver mantida em cárcere, tendo sua liberdade tolhida e explorada sexualmente. Na cidade de Búzios, ela foi arregimentada por uma agenciadora e levada para Itália com todas as despesas pagas, inclusive as taxas de emissão de passaporte e a passagem aérea.


Além disso, as investigações serão aprofundadas para confirmar os indícios de que o grupo criminoso que atua na rede de prostituição do Brasil pode estar ligado à máfia italiana voltada ao tráfico de mulheres para fins de exploração sexual, bem como o envolvimento no tráfico de drogas para o exterior.


As penas para os crimes de tráfico internacional de pessoas para fins de exploração sexual e tráfico internacional de drogas variam de 4 a 20 anos de reclusão e multa.

1/7