Buscar

Prejuízo de ausentes a consultas médicas com especialistas passa de R$ 132 mil em União da Vitória


As faltas em consultas do SUS prejudicam os pacientes, aos demais usuários e os serviços de saúde de forma geral, além do desperdício financeiro aos cofres públicos


Um total de 849 pessoas com consultas agendadas pelo SUS em União da Vitória não compareceu ao dia marcado. Esses dados são apenas referentes às consultas nos cinco primeiros meses de 2022 e mostram que um em cada seis pacientes faltaram às consultas que estavam agendadas. Juntas, as consultas que não foram realizadas totalizam R$ 43.825,00 que deixaram de beneficiar os usuários de saúde.


Em 2021 o número foi ainda maior: 2058 pacientes faltaram e o valor chegou a R$ 88.802,50 que foram pagos pelo município,mas que não foram usufruídos pelos usuários. O maior número de faltas é em especialidades de menor urgência, como ortopedia, oftalmologia e dermatologia, mas consultas com oncologistas e cardiologistas também registram faltas.


A falta na consulta não traz prejuízo somente a quem agendou ou ao serviço de saúde, mas para toda a comunidade, haja vista que outro paciente da fila poderia ter comparecido ao atendimento. Além disso, o paciente que não compareceu à consulta vai para o final da fila e a espera pela consulta acaba sendo maior e pode inclusive atrapalhar o seu tratamento.


“A recomendação é para que, caso não possa ir à consulta o paciente entre em contato com a UBS que fez o agendamento para cancelar ou remarcar a consulta”, afirmou o secretário de Saúde, Diego Train que explicou que quando esse contato é realizado, o paciente pode remarcar a consulta com maior antecedência, sem ir pro final da fila, ou caso seja para cancelar a consulta, outro paciente pode adiantar a sua vez.


“Com essa pequena atitude, avisando com antecedência a sua falta e reagendado a sua consulta, todos tem acesso e garantia aos serviços de saúde do Sus e o paciente ajuda não só a si, mas a toda a comunidade”, finalizou o secretário.

1/4