Buscar

Projeto de viabilidade econômica de turismo no Morro do Cristo é apresentado


Foi apresentado nesta quinta-feira (17), no auditório do CDL de União da Vitória, o Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica do Complexo do Morro do Cristo. Realizado em uma parceria entre a Prefeitura de União da Vitória e o Sebrae, o estudo foi feito pelo consultor do Sebrae Renato Schühli, que também fez o estudo de viabilidade do parque de Vila Velha, na cidade de Ponta Grossa.

Depois da apresentação do estudo, o prefeito de União da Vitória, Bachir Abbas, afirmou que esse é o primeiro passo para a profissionalização do turismo e para que ele seja visto como uma fonte de geração de emprego e renda para toda a região. “É um passo que nós damos na área do turismo, para aliar a iniciativa privada com o poder público, a gente vê todas as regiões que avançaram na área do turismo, tiveram a participação da inciativa privada”, afirmou o prefeito, que ainda ressaltou que o turismo é um grande fomento da economia, “é a indústria sem chaminé”, destacou.

O estudo apresentado mostrou a viabilidade técnica e econômica para que o complexo do Morro do Cristo seja criado e ofereça diversos atrativos turísticos além da Estátua do Sagrado Coração de Jesus. Além dos custos e receitas, o projeto listou a implantação de diversas atrações turísticas, como a criação de um Funicular, de um mirante e também de uma loja de souvenirs e outras atrações como as que já estão sendo projetadas e executadas pela administração municipal como o Café do Morro e a reforma da escadaria que dá acesso ao Cristo.

A expectativa é de aumentar em 120% o número de turistas que visitam anualmente o Morro do Cristo. “Nosso objetivo é o de dobrar o número de visitantes, hoje são aproximadamente 40 mil visitantes e queremos chegar ao final do nosso mandado em 100 mil visitantes”, afirmou Bachir.

O próximo passo, após a apresentação do estudo é utilizar o documento como norte para a criação do projeto de concessão do Complexo do Morro do Cristo que então será aberto para investimentos da iniciativa privada, fomentando ainda mais a economia do município dentro dos próximos dois anos.

1/6