Buscar

Rússia ataca Kiev por diferentes frentes e aumenta número de mortes



Prédio em Kiev teria sido atingido por um míssil no sábado (26), de acordo com prefeito da cidadeDivulgação/Facebook prefeito de Kiev

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou que lançou ataques com mísseis de cruzeiro durante a noite contra alvos na Ucrânia. No entanto, o governo russo afirmou que visava exclusivamente a infraestrutura militar.


“Durante a noite, as Forças Armadas da Federação Russa lançaram um ataque com armas de precisão de longo alcance usando mísseis de cruzeiro lançados por ar e mar contra instalações de infraestrutura militar ucraniana”, disse o major-general Igor Konashenkov, em um comunicado em vídeo.


A batalha pelo controle de Kiev, capital da Ucrânia, se intensifica ao longo deste sábado (26). Os combates se espalham pelas ruas, e explosões e tiros foram ouvidos durante a madrugada, enquanto as tropas russas avançavam sobre a cidade.

De acordo o prefeito da capital Kiev, Vitaliy Klitschko, um prédio residencial de mais de 20 andares foi atingido por um míssil. As equipes de emergência se dirigiram ao local.

De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde da Ucrânia, 198 pessoas já foram mortas desde o início da ofensiva russa, entre elas três crianças. Já os feridos são 1.115. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse neste sábado que a capital Kiev está sob controle da Ucrânia. “Nós resistimos e estamos repelindo com sucesso os ataques inimigos. A luta continua”, disse ele em uma mensagem pelas redes sociais.

De acordo com o governo ucraniano, um tanque e aeronaves do exército russo foram destruídas no combate desta madrugada. O Estado-maior das forças armadas informou que havia também ataques em outras cidades.

1/6