Buscar

Suspeitos do assassinato de Lezan, ontem, permanecerão presos


Os dois rapazes presos ontem (14) no interior de Papanduva, acusados de terem executado horas antes, ainda pela manhã de terça-feira o ex-secretário de obras de Major Vieira, Sérgio Roberto Lezan, seguirão presos. Segundo o delegado regional Eduardo Borges, em entrevista ao Jmais, por meio dos depoimentos dos dois, “pode-se angariar elementos suficientes para serem presos em flagrante os dois. Dentre os elementos, diversas imagens de câmeras e relatos de testemunhas permitiram efetuar um reconhecimento”.


A investigação foi bem-sucedida ao já durante a tarde a motocicleta usada no crime ter sido identificada. “Essas informações contribuíram nas buscas e perseguições, resultando nas prisões”, complementa o delegado.


Lezan foi morto a tiros em frente ao ginásio de esportes onde trabalhava no centro de Major Vieira.

1/6