Buscar

Troca de prisioneiros: 215 defensores do Azovstal libertados do cativeiro russo



Um total de 215 defensores de Mariupol, que mantinham suas defesas na siderúrgica Azovstal, o último reduto da Ucrânia na área, foram libertados do cativeiro russo como resultado de um grande esforço de troca. Isso é de acordo com o chefe do Gabinete do Presidente, Andriy Yermak, relata Ukrinform.


“O presidente Volodymyr Zelensky estabeleceu uma tarefa clara: trazer nossos heróis de volta para casa. O resultado: nossos heróis são livres”, escreveu Yermak no Facebook.


Ontem (21) houve uma grande troca de prisioneiros entre os dois países em conflito.

“São soldados, guardas de fronteira, policiais, marinheiros, guardas nacionais, tropas das forças territoriais, funcionários da alfândega e civis. Entre eles estão oficiais, comandantes, heróis da Ucrânia, defensores de Azovstal e militares grávidas”, diz o comunicado.

1/7