Buscar

Unidades policiais ganharão academias por meio de programa voltado à saúde dos profissionais


Programa Prumos vai instalar academias de musculação nas unidades das forças policiais Foto: SESP-PARANÁ


A Secretaria e Estado da Segurança Pública abriu licitação nesta terça-feira (08) para aquisição de equipamentos de musculação destinados a academias em 47 unidades policiais do Paraná. A ação faz parte do Programa de Atenção Psicossocial Prumos, voltado ao cuidado com a saúde física dos profissionais da segurança pública e seus dependentes.

As academias serão instaladas em quartéis da PM e do Corpo de Bombeiros, delegacias da Polícia Civil e unidades do Departamento de Polícia Penal. Será disponibilizado um valor máximo de R$ 5,3 milhões para a compra dos equipamentos.


A chefe da Assessoria de Planejamento e Gestão de Projetos da Secretaria da Segurança Pública e coordenadora do Prumos, Patrícia Manica, explica que a disponibilização de academias será complementar ao trabalho psicossocial desenvolvido pelo programa, com a finalidade de cuidar tanto da mente quanto do corpo dos profissionais da segurança pública e seus dependentes. Por conta da atividade intensa, o condicionamento físico é importante para que o profissional desenvolva suas funções com qualidade.


“Desde que começamos a discutir saúde mental, qualidade de vida e saúde dos profissionais da segurança pública, identificamos que também era necessário receber equipamentos que pudessem proporcionar, de forma gratuita e dentro das unidades, uma forma de cuidar do corpo, neste caso por meio de musculação”, afirmou.

Com apoio do Centro de Educação Física e Desportos da Polícia Militar (Cefid), foi elaborado um estudo para saber quais equipamentos seriam adequados de acordo com o espaço físico disponibilizado nas unidades.


“Fizemos um planejamento e oferecemos a todas as unidades policiais a oportunidade de contar com um espaço para musculação dos profissionais. As unidades que demonstraram interesse deverão serão contempladas. As instituições têm se engajado nesse projeto e, com certeza, vamos ampliar a quantidade de academias em todo o Estado”, disse Patrícia.

A proposta é fazer com que as academias não sejam somente uma referência para cuidado da saúde física dos profissionais, mas também um local que promova a integração entre colegas de trabalho e oportunize acesso aos familiares.

1/4